Dicas para não exceder nos gastos durante as viagens

Conhecer lugares novos é experiência única. Quando se viaja para outro estado, as atrações e pontos turísticos são quase que intermináveis; quando se vai para outro país então, parece que você não vai conseguir visitar tudo o que quer.

O problema é que, ao chegar no destino escolhido, muitas pessoas acabam perdendo o controle dos gastos, geralmente porque agem por impulso ou não controlam tudo o que está sendo consumido ou comprado. O que fazer para não exceder nos gastos durante as viagens? O Viajar Barato preparou algumas dicas.

De fato, você merece desfrutar ao máximo da sua viagem, mas também você não pode voltar para casa cheio(a) de dívidas. O planejamento financeiro antes da viagem é essencial, mas os cuidados também são importantes fatores para o controle do seu dinheiro.

A seguir, veja algumas dicas:

  • Verifique sempre as taxas e impostos cobrados na passagem, pacote aéreo, hospedagem e afins. Eles sempre elevam o preço final a ser pago.
  • Muitos turistas acabam se perdendo com as compras no cartão de crédito. Uma dica é anotas tudo o que você compra ou consome para ter uma noção do quanto você já gastou durante a viagem e evitar surpresas quando a fatura chegar.
  • Para os viajantes mais impulsivos, existe o cartão de viagens pré-pago, usado para saques e débitos em moeda estrangeira. Uma boa opção para ter o dinheiro mais controlado e não cair em “armadilhas”.
  • Atenção para o preço das lembrancinhas: Um mesmo produto pode sair bem mais caro dependendo do lugar que você o compra, por exemplo: um suvenir próximo aos pontos turísticos pode ser vendido com preço maior do que em outro ponto da cidade.
  • Não compre nada por impulso, pois geralmente são nessas situações que compramos algo que não precisamos ou que nunca mais vamos usar depois da viagem.
  • Não compre um produto só porque no Brasil ele “custa muito mais caro”. Mesmo que o produto não tenha impostos, existe uma “cota de compras”: um limite de isenção de impostos para compras que poderá ser verificado na chegada ao Brasil (500 dólares em viagens aéreas ou marítimas e 300 dólares por viagens terrestres ou fluviais).
  • Vale lembrar também que produtos baratos demais podem ser falsos ou defeituosos. Isso é algo que acontece em nossas próprias cidades, imagina então quando se é turista…
  • Deixe dinheiro guardado para a volta. Nunca se sabe se você vai precisar comprar algo de urgência no caminho para casa ou até mesmo no aeroporto.
  • Comer nos aeroportos não é a opção mais econômica. Pelo contrário: elevam os gastos. O mesmo vale para almoço ou jantar no hotel. Converse com pessoas que moram na cidade em que você está e peça recomendações de lugares para comer.
  • Pesquise antecipadamente as opções de entretenimento no destino visitado. Muitas cidades oferecem diversas atrações gratuitas.
  • Cuidado com as taxas para sacar dinheiro no exterior: se você realizar saques em um caixa eletrônico no exterior, serão cobradas algumas taxas que envolvem as tarifas do seu banco e a conversão de moeda.
Gostou? Compartilhe:

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

* Copy this password:

* Type or paste password here:

6,822 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>